Dead Can Dance hoje em Lisboa: “Já não vamos para novos, mas as nossas vozes estão mais fortes que nunca”

Brendan Perry e Lisa Gerrard sobem esta noite ao palco do Coliseu dos Recreios para um concerto esgotado. Em entrevista à BLITZ, o músico fala da “recuperação da nossa amizade” depois das divergências com a colega.

deadcandance-80b2Os Dead Can Dance regressam esta noite a Portugal para atuar no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. O espetáculo, que se encontra esgotado, terá início às 20h30 com a atuação do percussionista David Kuckhermann, encarregue da primeira parte. A dupla segue depois para o norte, tendo atuação confirmada no Optimus Primavera Sound na quinta-feira.

Em entrevista à BLITZ, Brendan Perry falou sobre o regresso da banda ao ativo, depois de 16 anos sem editar um álbum de estúdio. “Esta oportunidade de nos voltarmos a juntar apresentou-se à nossa frente”, diz o músico, “já não vamos para novos mas, por outro lado, as nossas vozes estão mais fortes que nunca e as nossas competências de escrita de canções estão igualmente fortes”.

Na conversa, que pode ser lida na íntegra na edição de junho da BLITZ (nº 84, nas bancas esta sexta-feira, 31 de maio), Perry diz ainda que um outro fator determinante para esta segunda vida dos Dead Can Dance foi a “vontade de fazer com que a minha relação com a Lisa [Gerrard, a outra metade da banda] funcione. Não é segredo que tivemos as nossas divergências ao longo dos anos, tanto artísticas como pessoais, portanto uma das coisas que estás por trás disto é a recuperação da nossa amizade”.